Coluna murilo Carvalho. Criciúma dos Meus Amores

24 de Agosto/2019

NERIO EUGENIO O REI DA NOITE DE CRICIUMA DOS ANOS 70

DE CRICIUMA PARA FLORIPA
Nerio, natural de Criciúma onde passou sua infância e adolescência bem criado e bem nascido
no centro e passou parte dela la pelas bandas da Operaria Nova até os seus 12 anos. Depois
com ajuda da Professora Enedir Alano, sogra do Rubao, o goleirao do Metropol, conseguiu
uma bolsa de estudos com o Prefeito da época Sr. Ado Caldas Faraco, o avo da atual
Deputada Ada Faraco de Luca, indo estudar na Escola Técnica Federal de Santa Catarina em
Floripa, na Av. Mauro Ramos e lá se formou na área industrial. La ficou até 1961, quando fez o
Vestibular pra uma outra escola em Curitiba e passou fácil e complementou o curso na capital
Paranaense.
SUA VIDA EM CURITIBA
La tinha mais gente de Criciúma que estudavam e se tornaram amigos como o Saudoso Zé
Augusto Hulse que nos deixou há pouco tempo, o também goleiraço e advogado Dr. Victor
Aramis Casagrande que também já nos deixou e o grande Prefeito Altair Guidi, um dos
melhores Prefeitos da cidade e que já nos eixou também e morou com João Aderbal
Agostinho da Silva, o pai das lindas morenas, Nubia, Francis, a esposa do Elton Zanatta e a
linda morena que reside em Laguna e o bacana e bonitão JP, o querido da família.
EM SÃO PAULO A GRANDE VIRADA DA SUA VIDA,Depois se mudou para São Paulo, na época conhecida como a terra da Garoa, para continuar os estudos e trabalhar, pois era dele que dependia o seu sustento mensal. Nessa época além de trabalhar, começou a frequentar a noite PAULISTANA, onde conheceu grandes artistas
famosos, como Wilson Miranda, o grande Wilson Simonal, Maria BETHANIA, Zé Ketty, Joao do
VALLE, onde participava junto com as feras no Teatro Ruth Escobar. Nesse período chegou a
ser gerente de uma loja Discos na principal avenida de SÃO Paulo, que era a Avenida São João com Ipiranga, que inspirou CAETANO veloso a escrever a famosa musica Av. São João, que o meu desafeto NEY Lopes gosta que se enrosca de cantar. Foi nesse período que lançou artistas do porte de Wanderley Cardoso, JERRY Adriani, Joge Bem Jor, JÓ Soares que cantava uma musica chamada VAMPIRO, QUE ATÉ hoje NINGUEM SABE E POUCOS ESCUTARAM, de tao ruim que era. Era época da Jovem Guarda. Teve também as estrelas internacionais que
passaram pela mão desse criciumense carismático e ilustre, que sempre bebeu quieto e agora
resolveu contar um pouco da sua historia para mim, pois ele também contribuiu e muito para
essa CRICIUMA DOS MEUS AMORES, que não para mais de crescer, como FRANCOISE hardy,o italiano Gino PAOLI, Nico Fidenco e alguns artistas de cinema como Jean PAUL belmondo, Alain
DELON, QUE SEMPRE ME LEMBROU Ledio DAL TOÉ e também REALDO Guglielmi, o pai do
REALDINHO. Quem os apresentou a todos foi o Milton Ribeiro que fez o grande papel de
Cangaceiro, no épico filme, o Rei do CANGAÇO. Nerio também foi amigo particular de Flora
Purin, esposa do baterista de Frank Sinatra, o brasileiro Dom Um.
O REORNO PARA CRICIUMA

Antes de vir para Criciúma, passou por Blumenau e trabalhou na tv canal 3 em um programa
sobre moda , quando retornou definitivamente para Criciúma em 1970. Chegando aqui, a
cidade era carente de bons bares, Restaurantes e Casas Noturnas. Na época tinha a
churrascaria OK , O sete BELO DO MELHOR Kibe cru do seu Salomao, a Churrascaria Rancho
Alegre e mais tarde o RESTAURANTE hulha CAP, sucesso da época do meu amigo Tucano
Dalton RABELLO. Veio então a ideia desse irrequieto criciumense, de montar uma casa
noturna para alegrar a juventude criciumense. Em 1972, o foco era a Novela Selva de Pedra,
com FRANCISCO Cuoco e Eva Wilma, onde abriu então no espaço onde funcionava a
Churrascaria RANCHO Alegre, a sua primeira Casa Noturna de NOME Pilão que era atrás da
CASA Imperial. Era a casa mais bem iluminda da noite catarinense, pois o que o que existia de
mais moderno, o Nerio já tinha conseguido naquela época. Foi a casa noturna mais bem
frequentada e os habitues eram firguras clássicas da sociedade criciumense como, Dilney
Torres, as filhas de BEVERLY Costa e todas as granfinas e granfinos da cidade e da região. Um
dos maiores incentivadores seu, foi o grande Dr.Jose Carlos Correa,  o grande
Zezo Correa. Depois do Sucesso do Pilão, ele colocou com grande sucesso o Pilão da Praia do
Rincao, sendo a primeira casa noturna da B, que na Éalneario e não me perguntem se o
sucesso foi grande e claro que foi. O Rincao tinha somente o Restaurante Corsario do querido
Ze Brasilicio. Entusiasmado com o sucesso da Pilao, resolveu em 1978, com incentivo de
Realdo Guglielmi, Airton Noveletto, Dilo Serafim e Jorginho CECHINEL abrir a terceira casa
como nome de Nono´s que foi um sucesso estrondoso. Ela ficava na Rua São José numa casa
de propriedade da Industrial Conventos da Familia Freitas, que cobravam um aluguel a preço
de banana e teve a ajuda também de Angela Guttieres, na espoca esposa de Manoel Dilor De
FREITAS, IN MEMORIAM. Foi uma época de ouro de Criciúma onde as meninas tomavam
martine e refrigerantes e os meninos mais scoth e menos cerveja, ao contrario De Hoje. E
MAIS UMA HISTORIA DESSA CRICIUMA DOS MEUS AMORES. Belos Tempos, belos dias que esse
CRICIUMENSE DA gema nos proporcionou grandes atéem nossas memorias. Obrigado NERIO
Eugenio por tudo.


Coluna murilo Carvalho. Criciúma dos Meus Amores

24 de Agosto/2019


NERIO EUGENIO O REI DA NOITE DE CRICIUMA DOS ANOS 70

DE CRICIUMA PARA FLORIPA
Nerio, natural de Criciúma onde passou sua infância e adolescência bem criado e bem nascido
no centro e passou parte dela la pelas bandas da Operaria Nova até os seus 12 anos. Depois
com ajuda da Professora Enedir Alano, sogra do Rubao, o goleirao do Metropol, conseguiu
uma bolsa de estudos com o Prefeito da época Sr. Ado Caldas Faraco, o avo da atual
Deputada Ada Faraco de Luca, indo estudar na Escola Técnica Federal de Santa Catarina em
Floripa, na Av. Mauro Ramos e lá se formou na área industrial. La ficou até 1961, quando fez o
Vestibular pra uma outra escola em Curitiba e passou fácil e complementou o curso na capital
Paranaense.
SUA VIDA EM CURITIBA
La tinha mais gente de Criciúma que estudavam e se tornaram amigos como o Saudoso Zé
Augusto Hulse que nos deixou há pouco tempo, o também goleiraço e advogado Dr. Victor
Aramis Casagrande que também já nos deixou e o grande Prefeito Altair Guidi, um dos
melhores Prefeitos da cidade e que já nos eixou também e morou com João Aderbal
Agostinho da Silva, o pai das lindas morenas, Nubia, Francis, a esposa do Elton Zanatta e a
linda morena que reside em Laguna e o bacana e bonitão JP, o querido da família.
EM SÃO PAULO A GRANDE VIRADA DA SUA VIDA,Depois se mudou para São Paulo, na época conhecida como a terra da Garoa, para continuar os estudos e trabalhar, pois era dele que dependia o seu sustento mensal. Nessa época além de trabalhar, começou a frequentar a noite PAULISTANA, onde conheceu grandes artistas
famosos, como Wilson Miranda, o grande Wilson Simonal, Maria BETHANIA, Zé Ketty, Joao do
VALLE, onde participava junto com as feras no Teatro Ruth Escobar. Nesse período chegou a
ser gerente de uma loja Discos na principal avenida de SÃO Paulo, que era a Avenida São João com Ipiranga, que inspirou CAETANO veloso a escrever a famosa musica Av. São João, que o meu desafeto NEY Lopes gosta que se enrosca de cantar. Foi nesse período que lançou artistas do porte de Wanderley Cardoso, JERRY Adriani, Joge Bem Jor, JÓ Soares que cantava uma musica chamada VAMPIRO, QUE ATÉ hoje NINGUEM SABE E POUCOS ESCUTARAM, de tao ruim que era. Era época da Jovem Guarda. Teve também as estrelas internacionais que
passaram pela mão desse criciumense carismático e ilustre, que sempre bebeu quieto e agora
resolveu contar um pouco da sua historia para mim, pois ele também contribuiu e muito para
essa CRICIUMA DOS MEUS AMORES, que não para mais de crescer, como FRANCOISE hardy,o italiano Gino PAOLI, Nico Fidenco e alguns artistas de cinema como Jean PAUL belmondo, Alain
DELON, QUE SEMPRE ME LEMBROU Ledio DAL TOÉ e também REALDO Guglielmi, o pai do
REALDINHO. Quem os apresentou a todos foi o Milton Ribeiro que fez o grande papel de
Cangaceiro, no épico filme, o Rei do CANGAÇO. Nerio também foi amigo particular de Flora
Purin, esposa do baterista de Frank Sinatra, o brasileiro Dom Um.
O REORNO PARA CRICIUMA

Antes de vir para Criciúma, passou por Blumenau e trabalhou na tv canal 3 em um programa
sobre moda , quando retornou definitivamente para Criciúma em 1970. Chegando aqui, a
cidade era carente de bons bares, Restaurantes e Casas Noturnas. Na época tinha a
churrascaria OK , O sete BELO DO MELHOR Kibe cru do seu Salomao, a Churrascaria Rancho
Alegre e mais tarde o RESTAURANTE hulha CAP, sucesso da época do meu amigo Tucano
Dalton RABELLO. Veio então a ideia desse irrequieto criciumense, de montar uma casa
noturna para alegrar a juventude criciumense. Em 1972, o foco era a Novela Selva de Pedra,
com FRANCISCO Cuoco e Eva Wilma, onde abriu então no espaço onde funcionava a
Churrascaria RANCHO Alegre, a sua primeira Casa Noturna de NOME Pilão que era atrás da
CASA Imperial. Era a casa mais bem iluminda da noite catarinense, pois o que o que existia de
mais moderno, o Nerio já tinha conseguido naquela época. Foi a casa noturna mais bem
frequentada e os habitues eram firguras clássicas da sociedade criciumense como, Dilney
Torres, as filhas de BEVERLY Costa e todas as granfinas e granfinos da cidade e da região. Um
dos maiores incentivadores seu, foi o grande Dr.Jose Carlos Correa,  o grande
Zezo Correa. Depois do Sucesso do Pilão, ele colocou com grande sucesso o Pilão da Praia do
Rincao, sendo a primeira casa noturna da B, que na Éalneario e não me perguntem se o
sucesso foi grande e claro que foi. O Rincao tinha somente o Restaurante Corsario do querido
Ze Brasilicio. Entusiasmado com o sucesso da Pilao, resolveu em 1978, com incentivo de
Realdo Guglielmi, Airton Noveletto, Dilo Serafim e Jorginho CECHINEL abrir a terceira casa
como nome de Nono´s que foi um sucesso estrondoso. Ela ficava na Rua São José numa casa
de propriedade da Industrial Conventos da Familia Freitas, que cobravam um aluguel a preço
de banana e teve a ajuda também de Angela Guttieres, na espoca esposa de Manoel Dilor De
FREITAS, IN MEMORIAM. Foi uma época de ouro de Criciúma onde as meninas tomavam
martine e refrigerantes e os meninos mais scoth e menos cerveja, ao contrario De Hoje. E
MAIS UMA HISTORIA DESSA CRICIUMA DOS MEUS AMORES. Belos Tempos, belos dias que esse
CRICIUMENSE DA gema nos proporcionou grandes atéem nossas memorias. Obrigado NERIO
Eugenio por tudo.







Login Biz
Continental OP


Gas conteúdo

INSTAGRAM





 

Copyright 2017 © - Todos os direitos reservados - Murilo Carvalho

Desenvolvido por Loginbiz.biz