Coluna murilo Carvalho. Criciúma dos Meus Amores

14 de Setembro/2019

O GRANDE PANELAO

Na década de 70, mais precisamente em 1976, quando voltei definitivamente para Criciúma, recebi vários convite para jogar futebol, tanto nos times de várzea, como também em time profissional, quando fiz teste no ao Comerciário, passei, porem minha família não deixou seguir a carreira de jogador de futebol,  por que na época jogador não era muito bem visto pela sociedade e também por que não ganhava muito dinheiro comparado com os dias de hoje ganhava-se verdadeira migalha, o contrario de hoje, onde eles ganham uma verdadeira fortuna, sem jogar toda essa bola. Mas enfim, ai comecei a jogar na várzea e por algum tempo fiz parte do time de futebol do Ouro Negro Supermercado, na época do Sr, Aristides Bolan, mais tarde Deputado Estadual e presidente do Comerciário.  Jogávamos todos os domingos e era pelo prazer de jogar.

O INICIO DO PANELAO

 Nessa época teve o boom do famoso futebol suíço, onde se jogava em campo reduzido, com apenas um goleiro e basicamente 3 jogadores na defesa, dois meio campo e um centroavante e foi quando Fefe Damiani, um abnegado, resolveu fundar o Panelao, se não me falha memoria juntamente com Dr Helmuth Anton Schaarsmitz e logo fui convidado o que muito me orgulha até hoje lembro com muita saudade daquele tempo de uma turma unida que se reunia uma ou duas vezes por semana para jogar e depois sempre acontecia um churrasquinho amigo, onde tínhamos uma turma que gostava de cantar e tocar alguns instrumentos musicais e o Dr, Helmut era um deles com sua flauta Doce e eu com a cubana. De quando em vez tinha um futebol antes e um jantar festivo com as esposas depois.

ERAMOS IMBATIVEIS

Não é por nada não e modéstia parte, tínhamos um time que não era muito bom, mas como jogávamos juntos todas as semanas, a coisa acontecia mais ou menos por musica, pois quando jogava o time titular que tinha Victor Aramis Casagrande no gol, mais conhecido como o Aranha Negra,  na lateral direita Everaldo Pescuma Sabatine, central Odilor Banbondeja Martins e Sidney Soccas Ribeiro na lateral esquerda, no meio eu o camisa 10 da seleção e Walcir Tiro Burigo e na frente o goleador titular, o camisa 9 fefe Damiani, que fazia gols espiritas. E verdade era um time imbatível e tinha um outro time na espera, que era o famoso Mazurca Justi, Osvado Transbrasil Dhiel, carlao Sartor, Destaque Zanatta, Woimer Conti, outro titular, Dr Marinho, tinha também Pupinho Minatto, Orlando Nicoladelli, Edson Miguel Vacaria de Souza, Airson Soares Veneno da Rosa e Flavio Spilere e tinham os emprestados como Fidel Damiani, Dilson Companheirinho Freitas e Flavio Spilere e por ai afora. Nosso uniforme era o mesmo do Boca Junior, um presente da ex esposa de Manoel Dilor de Freitas Angela Gutierres, que tinha uma malharia no antigo prédio da Construtora Conventos, na rua São José. Semana que vem o PANELAO SEGUNDA EDIÇAO, onde peço para os meus companheiros que mandem fotografias e subsídios dos nossos velhos e bom tempos.

 


Coluna murilo Carvalho. Criciúma dos Meus Amores

14 de Setembro/2019


O GRANDE PANELAO

Na década de 70, mais precisamente em 1976, quando voltei definitivamente para Criciúma, recebi vários convite para jogar futebol, tanto nos times de várzea, como também em time profissional, quando fiz teste no ao Comerciário, passei, porem minha família não deixou seguir a carreira de jogador de futebol,  por que na época jogador não era muito bem visto pela sociedade e também por que não ganhava muito dinheiro comparado com os dias de hoje ganhava-se verdadeira migalha, o contrario de hoje, onde eles ganham uma verdadeira fortuna, sem jogar toda essa bola. Mas enfim, ai comecei a jogar na várzea e por algum tempo fiz parte do time de futebol do Ouro Negro Supermercado, na época do Sr, Aristides Bolan, mais tarde Deputado Estadual e presidente do Comerciário.  Jogávamos todos os domingos e era pelo prazer de jogar.

O INICIO DO PANELAO

 Nessa época teve o boom do famoso futebol suíço, onde se jogava em campo reduzido, com apenas um goleiro e basicamente 3 jogadores na defesa, dois meio campo e um centroavante e foi quando Fefe Damiani, um abnegado, resolveu fundar o Panelao, se não me falha memoria juntamente com Dr Helmuth Anton Schaarsmitz e logo fui convidado o que muito me orgulha até hoje lembro com muita saudade daquele tempo de uma turma unida que se reunia uma ou duas vezes por semana para jogar e depois sempre acontecia um churrasquinho amigo, onde tínhamos uma turma que gostava de cantar e tocar alguns instrumentos musicais e o Dr, Helmut era um deles com sua flauta Doce e eu com a cubana. De quando em vez tinha um futebol antes e um jantar festivo com as esposas depois.

ERAMOS IMBATIVEIS

Não é por nada não e modéstia parte, tínhamos um time que não era muito bom, mas como jogávamos juntos todas as semanas, a coisa acontecia mais ou menos por musica, pois quando jogava o time titular que tinha Victor Aramis Casagrande no gol, mais conhecido como o Aranha Negra,  na lateral direita Everaldo Pescuma Sabatine, central Odilor Banbondeja Martins e Sidney Soccas Ribeiro na lateral esquerda, no meio eu o camisa 10 da seleção e Walcir Tiro Burigo e na frente o goleador titular, o camisa 9 fefe Damiani, que fazia gols espiritas. E verdade era um time imbatível e tinha um outro time na espera, que era o famoso Mazurca Justi, Osvado Transbrasil Dhiel, carlao Sartor, Destaque Zanatta, Woimer Conti, outro titular, Dr Marinho, tinha também Pupinho Minatto, Orlando Nicoladelli, Edson Miguel Vacaria de Souza, Airson Soares Veneno da Rosa e Flavio Spilere e tinham os emprestados como Fidel Damiani, Dilson Companheirinho Freitas e Flavio Spilere e por ai afora. Nosso uniforme era o mesmo do Boca Junior, um presente da ex esposa de Manoel Dilor de Freitas Angela Gutierres, que tinha uma malharia no antigo prédio da Construtora Conventos, na rua São José. Semana que vem o PANELAO SEGUNDA EDIÇAO, onde peço para os meus companheiros que mandem fotografias e subsídios dos nossos velhos e bom tempos.

 





Login Biz
Continental OP



Gas conteúdo


INSTAGRAM





 

Copyright 2017 © - Todos os direitos reservados - Murilo Carvalho

Desenvolvido por Loginbiz.biz