Coluna Murilo Carvalho

06 de Novembro/2019

LEGENDA: Em função dá imigração Criciúma tem hoje as mais belas e alegres mulheres de Santa Catarina. CRICIUMA DOS MEUS

AMORES XXVI

Venho escrevendo sobre Criciúma sobre um prisma mais lúdico mais festeiro e se Deus permitir continuarei fazendo com a mesma alegria e desenvoltura e claro com minhas palavras simples onde qualquer cidadão possa entender e interagir o que sempre busquei e vou continuar buscando Porem senti uma necessidade de maior estudo e pesquisa para saber efetivamente como tudo começou nessa Criciúma que amo tanto e vou continuar amando até os últimos dias de minha vida e por isso passo a escrever um pouco sobre a historia da nossa cidade e de seus imigrantes

A COLONIZAÇAO DE CRICIUMA

Ate os fins do século XIX a imigração principalmente a italiana era considerada necessária e importantíssima ao Brasil cujas lavouras careciam de braços fortes e capacitados para o trabalho rude a fim de manter uma constante na produção agrícola que garantia a economia nacional O Brasil tornou-se assim um dos principais pontos visados pelos estrangeiros que desejavam e tinham coragem e lutar pela melhoria e vida nem que para isso tivessem que arrostar toda sorte de dificuldade e de sofrimentos Corria o ano de 1879 e um incansável propugnador da conquista de novas terras Demétrio Dario esforçava-se para reunir compatriotas decididos a lançarem na aventura de além mar Tendo conseguido um bom numero de famílias cerca de cinquenta oriundas de Beluno Treviso Udine e Vicença nada mais restava senão apresenta-las para o embarque já legitimado pelas autoridades reais italianas

A LONGA VIAGEM TRANSOCEANICA

A 11 de novembro de 1879 em meio a significativa manifestação popular na qual predominavam a tristeza as lagrimas e os acenos prolongados os corajosos imigrantes ainda no convés deixaram-se levar pelo barco que ora iniciava uma travessia no Oceano Atlântico Depois de uma viagem que durou um mês e alguns dias o navio aportou á cidade de São Sebastiao do Rio de Janeiro então capital do Brasil Era o dia 17 de dezembro Somente pisaram a nova terra dias depois transportado para outro barco e levado para Desterro Hoje Florianópolis Em seguida foram conduzidos para Laguna e Uruçanga passando por Pedras Grandes e Azambuja A viagem por terra teve de ser feita por canoas trem de ferro e carros de boi atravessando matas densas e imensas A CHEGADA Cento e trinta e nove pessoas – homens mulheres e crianças – de que compunhas as trinta famílias de Beluno e Treviso acataram a ordem de fundar o núcleo colonial a 25 kms de Uruçanga em plena floresta Acompanhados por soldados que conheciam a região usando velhas picadas e abrindo novas até encontrar o um velho barracão erguido e abandonado por alguns sertanistas a margem e um riacho estava fundado o núcleo colonial de Criciuma Era o dia 06 de janeiro de 1880


Coluna Murilo Carvalho

06 de Novembro/2019


LEGENDA: Em função dá imigração Criciúma tem hoje as mais belas e alegres mulheres de Santa Catarina. CRICIUMA DOS MEUS

AMORES XXVI

Venho escrevendo sobre Criciúma sobre um prisma mais lúdico mais festeiro e se Deus permitir continuarei fazendo com a mesma alegria e desenvoltura e claro com minhas palavras simples onde qualquer cidadão possa entender e interagir o que sempre busquei e vou continuar buscando Porem senti uma necessidade de maior estudo e pesquisa para saber efetivamente como tudo começou nessa Criciúma que amo tanto e vou continuar amando até os últimos dias de minha vida e por isso passo a escrever um pouco sobre a historia da nossa cidade e de seus imigrantes

A COLONIZAÇAO DE CRICIUMA

Ate os fins do século XIX a imigração principalmente a italiana era considerada necessária e importantíssima ao Brasil cujas lavouras careciam de braços fortes e capacitados para o trabalho rude a fim de manter uma constante na produção agrícola que garantia a economia nacional O Brasil tornou-se assim um dos principais pontos visados pelos estrangeiros que desejavam e tinham coragem e lutar pela melhoria e vida nem que para isso tivessem que arrostar toda sorte de dificuldade e de sofrimentos Corria o ano de 1879 e um incansável propugnador da conquista de novas terras Demétrio Dario esforçava-se para reunir compatriotas decididos a lançarem na aventura de além mar Tendo conseguido um bom numero de famílias cerca de cinquenta oriundas de Beluno Treviso Udine e Vicença nada mais restava senão apresenta-las para o embarque já legitimado pelas autoridades reais italianas

A LONGA VIAGEM TRANSOCEANICA

A 11 de novembro de 1879 em meio a significativa manifestação popular na qual predominavam a tristeza as lagrimas e os acenos prolongados os corajosos imigrantes ainda no convés deixaram-se levar pelo barco que ora iniciava uma travessia no Oceano Atlântico Depois de uma viagem que durou um mês e alguns dias o navio aportou á cidade de São Sebastiao do Rio de Janeiro então capital do Brasil Era o dia 17 de dezembro Somente pisaram a nova terra dias depois transportado para outro barco e levado para Desterro Hoje Florianópolis Em seguida foram conduzidos para Laguna e Uruçanga passando por Pedras Grandes e Azambuja A viagem por terra teve de ser feita por canoas trem de ferro e carros de boi atravessando matas densas e imensas A CHEGADA Cento e trinta e nove pessoas – homens mulheres e crianças – de que compunhas as trinta famílias de Beluno e Treviso acataram a ordem de fundar o núcleo colonial a 25 kms de Uruçanga em plena floresta Acompanhados por soldados que conheciam a região usando velhas picadas e abrindo novas até encontrar o um velho barracão erguido e abandonado por alguns sertanistas a margem e um riacho estava fundado o núcleo colonial de Criciuma Era o dia 06 de janeiro de 1880




Continental OP




Login Biz



Gas conteúdo

INSTAGRAM





 

Copyright 2017 © - Todos os direitos reservados - Murilo Carvalho

Desenvolvido por Loginbiz.biz