Coluna Murilo Carvalho

18 de Outubro/2019

CRICIÚMA DOS MEUS AMORES – XXIV

AGUA NA BOCA – 0 BAR

Era o ano de 1981 e Criciúma era carente de um bom bar pra reunir a galera jovem da cidade Tinha recém separado do casamento com Carla Freitas e resolvi abrir o Agua na Boca  Primeiramente minha intenção era montar uma confeitaria onde numa pesquisa ficou em primeiro lugar mas cá com meus botões  Criciúma não tinha uma cultura para esse tipo de negocio  e abracei a causa do BAR    Pois bem primeiramente o local escolhido foi a casa que havia ao lado do Banco do Brasil onde hoje funciona  o Restaurante Dinhos  O bar funcionava a partir da 16 horas onde as senhoras se encontravam para tomar um chá e comer alguns doces que eram feitos pela Dona Dolores que na época juntamente com Dona Jandira Amante eram as doceiras preferidas da higth society da cidade  Porem essa ideia não vingou muito e então partimos para um bar-Restaurante onde além de aperitivos servíamos também pratos quentes   e por um bom período foi a coqueluche dos bacanas e abonados da cidade ate por que tinha musica ao vivo como uma das atraçoes

A VENDA

Era 1983 e estava pensando em outros negócios uma vez que a atividade de Bar sempre foi e sempre será muito trabalhosa e cansativa e n época havia na Cel. Pedro Benedett uma pastelaria que fazia um sucesso enorme que era o Caçulinha da Dona Nicota e de seu filho caçula  Conversa daqui conversa dali e o Caçula adquiriu o Agua na boca que passou a se chamar Caçulinha onde o sucesso foi algo sensacional   Ele colocou musica ao vivo de altíssimo qualidade onde as principais figuras da época como Joel de Bem  Loni Rosa Tyrone o velho Roma já se engraçava pelos meandros da musica e foi ali no Caçulinha que eles compuseram o maior hino em homenagem ao Zorro  o Silvio Bitencourt  o gala Criciumense que fez sucesso no Rio de Janeiro que foi ele que teve a ideia e começou a construção do Camping Lagoa dos Esteves na época o maior e mais concorrido camping do sul do Brasil

O BAR DA MODA

Era realmente o Bar da Moda e ali você encontrava Ronaldo E Thales Freitas  Lizi Zilli  Joel de Bem os irmãos Goes Advodados  Marcio Burigo  Renato Costa  Marcio Meller   Lilian Costa  a lindíssima Sandrelena Grijo    o bonitão e disputado Dinho e Dando de Lucca   Liana Comin  Tide Barato  Marco Costa   Geraldo  e  Jorginho Cechinel  enfim era o bar dos bacanas e das lindas da cidade

RAPIDAS

No Agua na Boca Joel de Bem quebrou literalmente um violão e acabou com a noite

Tyrone o flautista já despontava como um dos melhores flautistas do Brasil

No Agua na Boca as pessoas comiam a melhor cocada da cidade

No Caçulinha o carro chefe era o Pastel de Carne

Nessa época Rached o craque do Criciúma que namorou muita beldade da cidade que criou a famosa frase que “A INVEJA E UMA MERDA”                     


Coluna Murilo Carvalho

18 de Outubro/2019


CRICIÚMA DOS MEUS AMORES – XXIV

AGUA NA BOCA – 0 BAR

Era o ano de 1981 e Criciúma era carente de um bom bar pra reunir a galera jovem da cidade Tinha recém separado do casamento com Carla Freitas e resolvi abrir o Agua na Boca  Primeiramente minha intenção era montar uma confeitaria onde numa pesquisa ficou em primeiro lugar mas cá com meus botões  Criciúma não tinha uma cultura para esse tipo de negocio  e abracei a causa do BAR    Pois bem primeiramente o local escolhido foi a casa que havia ao lado do Banco do Brasil onde hoje funciona  o Restaurante Dinhos  O bar funcionava a partir da 16 horas onde as senhoras se encontravam para tomar um chá e comer alguns doces que eram feitos pela Dona Dolores que na época juntamente com Dona Jandira Amante eram as doceiras preferidas da higth society da cidade  Porem essa ideia não vingou muito e então partimos para um bar-Restaurante onde além de aperitivos servíamos também pratos quentes   e por um bom período foi a coqueluche dos bacanas e abonados da cidade ate por que tinha musica ao vivo como uma das atraçoes

A VENDA

Era 1983 e estava pensando em outros negócios uma vez que a atividade de Bar sempre foi e sempre será muito trabalhosa e cansativa e n época havia na Cel. Pedro Benedett uma pastelaria que fazia um sucesso enorme que era o Caçulinha da Dona Nicota e de seu filho caçula  Conversa daqui conversa dali e o Caçula adquiriu o Agua na boca que passou a se chamar Caçulinha onde o sucesso foi algo sensacional   Ele colocou musica ao vivo de altíssimo qualidade onde as principais figuras da época como Joel de Bem  Loni Rosa Tyrone o velho Roma já se engraçava pelos meandros da musica e foi ali no Caçulinha que eles compuseram o maior hino em homenagem ao Zorro  o Silvio Bitencourt  o gala Criciumense que fez sucesso no Rio de Janeiro que foi ele que teve a ideia e começou a construção do Camping Lagoa dos Esteves na época o maior e mais concorrido camping do sul do Brasil

O BAR DA MODA

Era realmente o Bar da Moda e ali você encontrava Ronaldo E Thales Freitas  Lizi Zilli  Joel de Bem os irmãos Goes Advodados  Marcio Burigo  Renato Costa  Marcio Meller   Lilian Costa  a lindíssima Sandrelena Grijo    o bonitão e disputado Dinho e Dando de Lucca   Liana Comin  Tide Barato  Marco Costa   Geraldo  e  Jorginho Cechinel  enfim era o bar dos bacanas e das lindas da cidade

RAPIDAS

No Agua na Boca Joel de Bem quebrou literalmente um violão e acabou com a noite

Tyrone o flautista já despontava como um dos melhores flautistas do Brasil

No Agua na Boca as pessoas comiam a melhor cocada da cidade

No Caçulinha o carro chefe era o Pastel de Carne

Nessa época Rached o craque do Criciúma que namorou muita beldade da cidade que criou a famosa frase que “A INVEJA E UMA MERDA”                     







Continental OP
Login Biz
Gas conteúdo





INSTAGRAM





 

Copyright 2017 © - Todos os direitos reservados - Murilo Carvalho

Desenvolvido por Loginbiz.biz